Pneumonia é contagiosa? Como é transmitida?

A pneumonia não é contagiosa, mas somente em alguns casos. A causa da doença se dá pelo contato de bactérias e vírus que se instalam nos alvéolos pulmonares, provocando uma infecção. A transmissão acontece por vias respiratórias ou de pessoa por pessoa, quando há contato com a secreção respiratória de um infectado.

A forma mais comum de se pegar pneumonia é entrando em contato com uma bactéria ou um vírus potente em algum momento em que o sistema imunológico está debilitado por isso, é mais comum em idosos, crianças e doentes. A contaminação por contágio de uma pessoa para a outra é incomum, mas também pode acontecer.

Dessa forma, entende-se que a pneumonia não é uma doença essencialmente contagiosa, mas que, dependendo da fragilidade do sistema imunológico da pessoa, o contato com um doente pode resultar na infecção. Confira, aqui, a lista de sintomas da doença. 

Como acontece a pneumonia?

A pneumonia pode ser de origem viral, bacteriana, parasitária ou fúngica (menos comum). Os gêneros de microrganismos causadores da infecção são os mesmos que habitam os tecidos das vias respiratórias superiores, sendo que o sistema de defesa respiratório impede aqueles de migrarem para os pulmões.

No entanto, quando o sistema imunológico fica debilitado, a defesa respiratória pode falhar, dando brechas para que estes seres se instalem no pulmão, provocando infecções como a pneumonia.

Por isso que a gripe em pessoas doentes, crianças e idosos pode evoluir para o problema, pois o sistema de defesa está debilitado e as vias respiratórias estão cheias de secreções com ainda mais bactérias e vírus. Para saber mais sobre o assunto, confira o texto completo a respeito da pneumonia: causas e tratamentos.

Quais tipos de pneumonia são contagiosas

Alguns tipos de pneumonia são mais fáceis de transmitir de pessoa para pessoa, por conta disso, dependendo de sua origem, a medicina classifica o problema como contagioso ou não contagioso.

A pneumonia contagiosa é a de origem viral, afinal pressupõe a infecção por viroses que resultam na infecção pulmonar, podendo ser transmitida para outra pessoa no contato com secreções respiratórias.

A bacteriana, por sua vez, não é contagiosa porque é ocasionada por microrganismos presentes na flora natural do sistema respiratório.

Referências usadas neste conteúdo

REVISTA PORTUGUESA DE PNEUMOLOGIA.  Acute fibrinous and organizing pneumonia Pneumonia aguda fibrinosa e organizante. Disponível em <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2173511506704249>

Garcinia Cambogia: Emagrece? Benefícios, Efeitos, Para que serve e Como tomar

Fruta exótica muito conhecida e utilizada para a perda de peso, a Garcinia Cambogia é uma fruta tropical, de cor amarelada ou verde-amarela, que cresce no sudeste asiático e na Índia, tendo como princípio ativo o HCA (ácido hidroxicítrico).

Na sua região, essa fruta ;é usada como tempero para alguns pratos, para dar sabor, bem como para fins medicinais. Entretanto, no ocidente, ela ficou conhecida como um auxílio para a perda de peso, isto porque o ácido hidroxicítrico tem como função inibir a utilização da gordura pelo corpo.

Mas, será que a Garcinia Cambogia realmente emagrece? Quais os seus benefícios?
Conheça mais sobre essa misteriosa fruta presente na composição do emagrecedor Phyto power Caps.

Para que serve a Garcinia Cambogia?

Como dito, na Índia e no sudeste asiático, a Garcinia Cambogia é usada para dar sabor a vários pratos típicos da região ou para fins medicinais.

Contudo, no ocidente e especialmente no Brasil, ela é considerada um queimador de gordura de forma natural, pois serve para auxiliar na perda de peso, de forma eficaz, pois contém diversos componentes que contribuem na perda de peso, como o ácido hidroxicítrico que se encontra em maior concentração na casca da fruta.

Esse ácido, chamado também de HCA, atua no organismo de forma a bloquear a enzima responsável por converter o hidratos de carbono em excesso em gorduras. Por isso, evita que a gordura seja acumulada no corpo, auxiliando a manter as medidas.

Além do seu auxílio comprovado ao evitar o acúmulo de gordura no corpo, a fruta também atua como um eficaz supressor de apetite. ;Isso ocorre pois a fruta aumenta consideravelmente as reservas de energia localizadas nos músculos e no fígado, de forma a causar ao cérebro a ilusão de que ingeriu alimentos suficientes, suprimindo a vontade de continuar comendo.

Logo, a Garcinia Cambogia é um excelente complemento para dietas de baixa caloria, que visam perder peso ou manter o peso atual.

Principais benefícios da Garcinia Cambogia

Essa é uma fruta muito importante para quem quer perder peso, mas esse não é o seu único benefício. Dentre as vantagens, os principais a serem citados são:

  • Aumenta a energia;
  • Reduz o estresse;
  • Suprime o apetite;
  • Elimina a depressão;
  • Regula o açúcar do sangue;
  • Reduz o colesterol;
  • Reduz a acidez estomacal;
  • Auxilia no tratamento contra a obesidade;
  • Regula a absorção de carboidratos;
  • Atua como antioxidante;
  • Potencializa a queima de gorduras.

Ela consegue reduzira acidez estomacal, pois possui componentes anti-inflamatórios e ;gastro protetores, tratando, também, infecções intestinais e aumentando as defesas da mucosa gástrica, de forma considerável.

Além disso, possui um importante antioxidante, responsável por impedir a oxidação de células e a obstrução de artérias, prevenindo doenças cardiovasculares.

O mesmo ácido que auxilia na perda de apetite presente na Garcinia Cambogia é responsável, também, por proporcionar uma quantidade elevada de energia ao corpo.

Como tomar Garcinia Cambogia

É possível encontrar a Garcinia Cambogia em três formas:

Nessas três modalidades, há uma manipulação para potencializar os compostos contidos na fruta, para atingir a finalidade de forma efetiva.

A Garcinia Cambogia pode ser encontrada em farmácias de manipulação ou lojas de musculação, sendo a forma mais comumente encontrada em comprimidos ou cápsulas.

Em regra, é vendida em potes que contêm de 60 a 180 cápsulas, sendo recomendável tomar até três cápsulas por dia: a primeira antes do café da manhã, a segunda antes do almoço e a terceira antes do jantar, todas sempre 30 minutos antes de cada refeição.

Contraindicações e efeitos colaterais da Garcinia Cambogia

Em algumas pessoas, o uso dessa fruta pode causar transtornos estomacais, dor de cabeça, erupções cutâneas, insônia.

É contraindicada para pessoas que tenham diabetes, possuam algum quadro de demência ou mulheres grávidas e lactantes.

Para quem faz uso de algum medicamento de uso contínuo, é recomendável consultar um médico, a fim de verificar possíveis incompatibilidades entre a Garcinia Cambogia e as fórmulas dos remédios.